2

Banco de Imagens: arquivamento

Posted by Sandréa Moraes on terça-feira, julho 28, 2009 in , , , , ,


Manter um Banco de Imagens não é uma tarefa fácil.
Diria mesmo que é até mais difícil que manter um acervo de livros e referência.

Isto porque uma imagem vale mais que mil palavras... só que você é bibliotecário e tem que escolher uma, ou uma dúzia...no máximo.

Uma imagem pode ser escolhida para ser aplicada em um trabalho por motivos diferentes.

Vejam por exemplo, essa imagem do post... poderíamos colocar como palavras-chave: Charles Chaplin, cachorro, Preto e Branco, vagabundo, o nome do filme, a data e tal. Mas a mesma foto pode ser escolhida por demonstrar ternura, afeto, relação homem-animal, pobreza; e mesmo pela distribuição espacial das figuras, do degradée do cinza e tantas outras coisas quanto a imaginação humana poderia suscitar no momento do olhar.

Com um desafio destes pela frente a primeira coisa a fazer é aprender como sua instituição trabalha e quais são seus objetivos. Assim já dá pra descartar algumas palavras.

Outra dica é ler um pouco e ver o que tem sido feito na área.

A Andreia Magalhaes publicou uma Proposta para um modelo de catalogação como estratégia de gestão e conservação de obras de arte de imagem e movimento, que sugere o agrupamento dos metadados por zonas de conteúdos informativos.

Fujita, Fogolin, Souza e Rodrigues também publicaram uma introdução ao assunto no SNBU acerca da representação documentária e digitalização de imagens.

Ter um software de catalogação/cadastro destas imagens é fundamental para a recuperação das informações.

Nossa empresa utiliza o Fotoweb da Fotoware. É um software pago (e diga-se de passagem, bem caro). Ele é considerado o topo de linha em gerenciamento de Banco de Imagens.

Inclui uma interface de cadastramento bem ampla, com dezenas de metadados; visualização em thumbnail, acesso via internet para cadastrados, carrinho de compras para imagens requisitadas. Bem bacana.

Se sua instituição não pode pagar um software assim, uma alternativa seria o Google Picasa.

A versão para download permite um cadastro mais simples em repositórios locais, mas já ajuda bastante a localizar as imagens.

O Pictomio também é uma opção gratuita e mais leve. Possui um pequeno editor embutido e permite a apresentação em slideshows.

Existem outras dezenas de opções na internet.


Ooops... meu tempo acabou... Amanhã falamos mais sobre a parte prática do trabalho com imagens.

|

2 Comments


Olá.

Não consegui visualizar os arquivos em pdf dos artigos que tu citou, sobre gerenciamento de imagens.

Tens como conferir se o link está correto?

Obrigada,
lilly
Estudante de Biblioteconomia/UFRGS


Podes tentar de novo Lilly?

Pra mim estão funcionando...

Bj.

Copyright © 2009 Sandrea's BiblioPage All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.